terça-feira, 26 de fevereiro de 2013

Ai credo!!!





Ontem tive uma experiência, digamos assim, desagradável!
Precisei ir à casa de minha filha, dar remedinho e comidinha para o nosso cão, o Biriba.
Ela mora em um lindo lugar, rodeada pela natureza,  muito verde, aguas e pássaros.
Tem até um bando de saguis, aqueles macaquinhos que ficam correndo pelas árvores e comem nas nossas mãos.
Eles são lindinhos, divertidos. Outro dia fotografei um sagui com o filhotinho grudado nas costas. Era tão pequenino que mal dava para ver, uma carinha assustada, olhando tudo!
Minha filha está com as fotos no computador dela, portanto, não posso mostrar. Preciso providenciar isso...

Bom, voltando ao meu compromisso de ontem, lavei as vasilhas do Biriba, que está muito velho e doente, dei os remédios, coloquei sua refeição bem pertinho de sua cama, e ia me retirando após fechar a porta da casa.
Mas...havia um tapete na porta da sala, todo amarfanhado num canto, artes do Biriba que fica se enroscando em qualquer pano.
Abaixei-me e peguei o tapete para sacudir a poeira e colocar de volta em seu lugar.
Ai meu Deus, o que vejo?  uma cobra enrolada!  com a cabeça em pé, olhando para mim, ai meu Deus que susto é esse?

Pessoal, minha adrenalina foi lá para o espaço! imaginem uma mulher paralisada olhando para a enroladinha, e ela olhando para mim, sempre...
Preta, uns 60 centímetros (filhote) com um filete amarelo nas costas (e cobra lá tem costas?).
Ela tinha um filete amarelo, comprido, pronto...

Para não perde-la de vista eu pedi à filha (por celular) que acionasse um segurança do condominio para que viesse me ajudar. Não tirei os olhos dela um minuto sequer, com medo de que fosse embora.

Ele veio, todo paramentado (vai que fosse uma sucuri) e com um ganchinho especial a colocou em uma caixa de madeira. Disse-me que é um filhote de cascavel...ai fico arrepiada só de lembrar!

E eu perguntei, se é filhote onde está a mãe, os irmãos?
Ele não soube explicar, disse-me que já era noite, melhor fazer uma varredura no dia seguinte.

Meu genro ficou encarregado de providenciar a tal varredura.
Foi uma aventura, nessa minha vidinha sem muitas emoções, ontem tive um susto daqueles, nem precisava tanto!

Mas não fiquem preocupados, sobrevivi....




21 comentários:

  1. Afffffffff, sei bem o que é isso ...

    Ano passado, chegando na nossa casa da fazenda, vou logo lavando a varanda que rodeia toda a casa.Fui ao tanque, peguei as vassouras e quando me abaixo para pegar um balde embaixo do tanque, a surpresinha, ou melhor surpresona, era enooooooorme, uma cascavel...
    Chamei meu filho e corri para dentro da casa e enquanto isso os homens foram acionados.Lá vieram e tinha um que chegou logo avisando ....
    Não quero te assustar dona, mas onde tem uma, tem o companheiro (a) ...
    E continuava, é Urutu-cascavé ....rsrs, que é mais perigosa, essa é pra rir né...kkkkk, ele quis enfatizar o perigo da cobra....kkkk
    Mas mataram a bicha e contiuaram contando as histórias mais cabeludas de cobras ... rsrs
    E assim foi o mês de março todinho, não aguentava mais ouvir falar em cobra.Toda vez que chegava na fazenda tinha uma diferente...rsrs

    Mas não é uma experiência nada agradável né amiga, ainda bem que vc se salvou .... rsrs

    Beijo grande!!

    ResponderExcluir
  2. Eu nem consigo imaginar situação semelhante acontecendo comigo!
    Não sei o que o pânico faria: paralisar, gritar, correr... sei lá.
    Você foi corajosa e prudente em ficar vigiando para onde iria a bichinha e ainda raciocionou rápido de chamar quem resolvesse!
    Bem, passado o susto, fica a gostosa escrita!
    A vida é mesmo surpreendente.
    Beijo

    ResponderExcluir
  3. Esqueci de dizer que gostei da nova "fotinho" do perfil!

    ResponderExcluir
  4. Credo!!! Que susto.Imagino a gritaria!! Tenho pavor delas! mas PAVOR com maiúsculas! Tomara achem o resto da família,sr

    Em todo caso, não dormir sem olhar para os tapetinhos,rs... Ainda mais que eles podem ter listrinhas amarelas nas "costas",rs.... beijos,lindo dia, sem sustos! chica

    ResponderExcluir
  5. Bom Dia Queridinha.

    Que susto, detesto cobra.

    Você sabe porque cobra não pica advogado?

    Resposta: por uma questão de ética.

    Não fique brava!!!!Beijos.

    Na próxima, chame a Jú.

    ResponderExcluir
  6. Nossa! ainda bem que vc conseguiu raciocinar!

    Que tua filhota não leia, mas eu com certeza
    não conseguiria mais dormir lá, imaginando por
    onde andaria a mamis...vai que ela permanecesse
    ou fosse lá pra busca-lá?? rs


    Um abç

    ResponderExcluir
  7. Credo mesmo!
    Vixe que nervoso :(
    Dizem que onde tem uma cobra sempre tem outra eu já matei algumas menos perigosas, furava com ferro, metia álcool e fogo lá pelo quintal de minha mãe, sempre fui joãozinho, de subir, descer, botar ordem no xiqueiro...rsrs

    É bom puxar td do lugar por lá, dá uma remexida na terra, ficar de olho e não deixar coisas empilhadas, lugares escurinho e sem passagem de gente, vassoura, água. Ter cuidado com o extinto animal do Biriba.

    Afff!!! Preciso esquecer sua história, qd ouço essas coisas fico sentindo qd um fio de cabelo cai pelo braço ou o pano de prato pendurado na cozinha pega sem eu ver em mim que é algum bico....Credo em cruz!

    ResponderExcluir
  8. Que horror, Ivani! Até fiquei arrepiada! Cruzes!

    Respondendo à sua pergunta, aqui está frio mesmo. O norte está coberto de neve e as estradas estão cortadas.
    Estou farta de Inverno!
    Beijinhos

    ResponderExcluir
  9. ai que meda Ivani, cascavel não è aquelas super venenosas ??
    imagine se esse filhotinho estivesse acompanhado da sua mamãe rsrs
    aff você foi corajosa,se fosse eu, acho que teria morrido de susto

    baci

    ResponderExcluir
  10. Tadinhas das cobras, por que não ficam nos seus cantinhos, cuidando dos seus ovinhos, filhotinhos, etc. Vêm para dentro de nossas casas causando pavor...
    Ui, cobras não gosto de ver nem em fotografias, que dirá ao vivo e venenosas.
    Meu filho, aos dois aninhos, por ter seu anjo da guarda estado de plantão, por milagre não foi picado por uma jararaca em um hotel fazenda onde estávamos hospedados. Um hóspede viu e sem dizer nada o tirou do local, eu estava junto e não havia visto a cobra, ele caminhava um pouco a frente. Pior é que outro hóspede tentou matar com um chinelo havaianas e ela fugiu.
    Cruz credo mesmo...
    Beijinhos,
    Beth

    ResponderExcluir
  11. Cada vez que penso nela, fico arrepiada até no couro cabeludo!!
    Vou confessar: estou sem vontade de voltar lá...:-(

    ResponderExcluir
  12. Olá, Ivani.
    No blog da Liliane, vi o seu link, e vim conhecer...
    Só de pensar que era uma cobra cascavel, me dá um calafrio. Infelizmente os animais não tem culpa né?Estão vindo para as nossas casas, porque o habitat deles está cada vez mais 'oprimido', 'invadido' pelo Homem.
    Acredita que ano passado, eu toda tranquila lavando o arroz na pia(à noite, por volta das 20 horas), uma cobra também preta, porém muito maior, acho que 1,20m, passou em cima do meu pé??Quase caí dura. Eu nem percebi, porque a cortininha de tecido é bem comprida, e toda vez que estou na pia, ela 'esbarra' no meu pé. Achei normal. A danada da cobra deslizou sultilmente,bem levinha, fez a curva e já estava mais da metade lá fora, na área, quando chamei meu filho para ver. Ele(28 anos) tomou um susto, chegou a tentar prendê-la com um cabo de vassoura, mas não conseguiu. Foi para meu quintal, que é bem grande, e tem muitos pés de frutas. Desapareceu. Procuramos em todo o quintal. Não achamos mais...Meu filho ficou mais apavorado por eu não ter 'sentido' nada, nem um friozinho no pé. Não sei como eu não percebi isso. Deve ser mesmo por ter achado que era o tal pano, da pia.
    Ivani, sempre que eu puder, virei aqui tá?Gostei muito da sua casinha...rs

    Bj, e uma ótima quinta-feira!

    Nil

    ResponderExcluir
  13. Ivani, querida,

    "Oh my god", esta foi de matar (ou quase, rsrs). E cascavel não é qualquer cobrinha não, se não me engano, todas são venenosas. Mas o bom é que a coisa terminou bem e agora o negócio é agradecer por tudo não ter passado de um susto, né?
    Ah, lá no FB eu encerrei um grupo que tinha acabado de criar, referente ao meu blog e agora pretendo criar uma FP, rsrs.

    Beijo, boa tarde e bom fim de semana!

    ResponderExcluir
  14. Ivani, "pelamaedoguarda"! e se essa cobra venenosa tivesse mordido o cãozinho? Nem quero pensar.

    ResponderExcluir
  15. Oi Ivani, passei para conhecer seu blog e me deparo com essa história, se fosse comigo acho que estaria morta tenho pavor de cobras, nem importa o tamanho, mas ainda bem que tudo acabou bem.
    Amei seu cantinho e te convido para uma visita.
    Bjs.
    Silvia.

    ResponderExcluir
  16. Você levou um susto aí, e eu levei um susto aqui só imaginando essa terrível experiência que teve. Eu curto jardinagem, curto estar na natureza, mas certos 'bichinhos' como esse me dão arrepios só de pensar.

    ps.: se eu vejo uma lagartixa eu fico paralisada!!!!!

    ResponderExcluir
  17. Credo, Deus me livre. Isso me fez lembrar das casas em que morei quando era criança e adolescente. Aparecida cada uma, saindo do assoalho, aparecendo na cozinha, no quintal, coisa de maluco.
    Bjs

    ResponderExcluir
  18. Boa semana, de preferencia, fresquinha.
    Beijo

    ResponderExcluir
  19. Morro em são paulo, mas parece interior vejo muito isso rsrs.

    ResponderExcluir
  20. Ivani, minha querida amiga,
    Das duas, uma: ou você me faz chorar comovida ou me faz rir! Muito bom ler você. Sempre!
    Adorei a pergunta "se é o filhote, cadê a mãe, os irmãos?"
    É bem verdade, deve haver uma família! Hahaha!

    Beijos e Abraços

    ResponderExcluir
  21. Ui,, que horor.
    Eu não gosto nada de lagartos, osgas, cobras lagastichas iguanas etc. Bichos sem pêlo já é medonho para mim.

    Imagina se eu conseguia ligar para alguem... nem pensar, ficava "burradinha" (espero que isto não seja um palavrão para voçês..lol) de medo. Se for palavrão apaga o comentário tá?
    Beijinhos

    ResponderExcluir