quarta-feira, 20 de maio de 2015

Consegui postar uma foto!

Hoje, ao visitar o blog da Beth, Mãe Gaia, li sobre o beijo.
Comentei por lá que meu primeiro beijo, roubado, foi um selinho sem graça, em trânsito, atrás das cortinas e cenários do palco da igreja kkkkkkkk
Uau! Vocês vão dizer! Ela foi arrastada e beijada com paixão por algum homem interessante e afoito.
Que nada!
Um garoto atrevido me segurou rapidinho, porque o local era movimentado e me beijou de estalo!
Nem devia considerar que aquele foi meu primeiro beijo, que desastre...
Mas foi, não esqueço, apesar de nunca ter namorado o tal menino, e nem me apaixonado por ele depois do famigerado beijinho.
Beijo de amor é outra coisa, não é? Aquele primeiro beijo de amor eu não vou contar. Digo apenas que quase morri. Penso que fiquei uns dez dias com o coração pulando no peito! Kkkkkkkkk
Depois me acostumei, quer dizer, deixei de ser iniciante!
Queria que vocês que me visitarem aqui deixassem umas palavrinhas sobre seu primeiro beijo.
Foi como? Onde? Valeu ou foi xoxo como o meu? 
Beijos!

19 comentários:

  1. Volto amanhã pra contar que a história é grande e tô na correria

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olha eu aqui :)
      Senta que lá vem história...

      E foi sentada e bem acomodada que me foi roubado o primeiro beijo, do primeiro namorado, hoje marido.
      Após ele conseguir me domar para namorar, que significava eu dar atenção a ele (risos), ficar ouvindo as histórias dele, contar as minhas, deixar ele pegar em meu cabelo (na escola e no prédio, quem pegasse tomava tapa), sentar juntinho, me elogiar sem eu morder rarararara (éramos vizinhos de prédio).
      Descidas ambos arrumados para os tais encontros, idas minhas a padaria e mercado com total disponibilidade só para bater sem querer com ele, tipo sem querer (cof cof cof), eis que fomos convidados para o aniversário da irmã de um amigo em comum e como namorávamos escondido, era uma boa oportunidade de estarmos juntos e numa festinha então, maravilha..
      Pois bem, no vão de escadas acima do da casa da festinha, a dois a sós, conversávamos e eu foliava uma revista que um amigo dele havia desenhado e escrito, zero de atenção para ele e dez para a revista.
      De repente, não mais que de repente ele toma a revista das minhas mãos, num piscar de olhos, põe atrás dele, como quem esconde um buquê de flores e eu de súbito quis pegar tipo abraçando o sabido e ai sinos tocaram, estrelas piscaram, coração disparou e até hoje alguns beijos parecem o primeiro.
      História contada com declaração de amor arrematando, sei até a data do tal primeiro beijo (coisa rara de se saber, cabe até comemoração todo ano, vou sugerir ao moço).
      Sabemos pelas anotações em minhas agendas que tenho comigo até hoje.
      Foi lindo o meu #desculpatábrasil rarararararara

      Excluir
    2. Kkkkkkkkk Tina, tá desculpada! O seu primeiro beijo foi lindooooooo!
      E você sempre muito esperta em?
      Tadinho do moço, que luta pra roubar aquele beijo sonhado, e você rindo...
      Adore sua história, você retrãtou muito bem essa fase de primeiro namorado, bobeira que a gente fazia, delícias e tais.
      Beijos querida, obrigada pelo relato.

      Excluir
  2. Ivani, que alegria saber que você está voltando ao blog! Muito bom, os blogs são nossos companheiros, apesar do trabalhão que dão!
    Ivani, estou devagar com a dengue. Ela judia demais. Agora é minha filha que está com a maledeta.Um texto ótimo esse seu do primeiro beijo, que aliás vc o releva. O meu demorou um ano para acontecer mas foi com meu amor. Eu nunca mais esqueci! Ivani amei te ver por aqui! Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Maria Luiza espero sinceramente que a maledeta suma de sua casa, porque eu sei que ela judia demais!
      Boa sorte querida. Gostei de saber do beijo, demorou mas valeu cada segundo, não é? Beijos

      Excluir
  3. O meu foi daqueles beeeeeem inocentes, como só poderia ser vindo de mim,rs Adorei te ler e mais ainda, te ver ativa aqui! bjs, chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chica, é brincadeira sua ne? Fala sério mulher... Rsrsrs

      Excluir
  4. Oi, Ivani. Vi que vc tem um blog pelo post da blogagem coletiva da Ana Paula. Que bom ler vc!
    Meu primeiro beijo foi espetacular, depois conto! rs
    Quem sabe, no meu blog?
    Beijo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lucia, eu andei afastada do blog, estou voltando devagar.
      Vou visitar seu blog, aguarde! Conte pra gente sobre o beijo, vou gostar de Saber. Beijo e obrigada pela visita

      Excluir
  5. Que sacrilégio Ivani, bem na igreja beijo roubado?!
    O meu primeiro foi um desastre por conta do aparelho nos dentes que eu usava. Tinha um primo que vivia falando horrores que aconteciam com o tal aparelho, coisas de ficar enroscado, furar a boca alheia, enfim, só horrores.
    E foi com esse medo todo que aconteceu. Muitos anos depois é que eu vim a saber que o primo estava mesmo de zombaria!
    E sabia que o vídeo tutoria,l do tipo ensinando a fazer, mais acessado no youtube é como beijar?
    Quer dizer, os anos passam, mas o frio na barriga e o coração a galopes são os mesmos.
    Bom volto depois porque ainda vai ter muita história por aqui!
    beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana, conta mais sobre esse beijo com aparelho!
      Quero saber tudo! Kkkkkkk
      Brincadeira, mas eu não penso que foi sacrilégio não. A garotada não tinha medo! Beijos querida.

      Excluir
  6. Ivani, quando eu escrevi, só lembrei do aparelho, não me lembrava do cenário. Eis que ocorreu-me: foi num retiro da igreja, num sítio, mas veja bem, não foi sacrilégio nào viu?!
    O sítio era lindo, e a certas horas fui andar por uns descampados e aí ao lado de uma roseira o coração disparou, mas acho que foi mais é de medo do tal aparelho ser espinho na boca do moçoiro!
    Voltei também para ler a história da Tina que tá até parecendo que é meio Mônica brava dando coelhadas no coitado!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahá...então o meu foi sacrilégio e o seu não? Porque?
      Retiro espiritual em, roseira em?
      Adorei o clima, a tensão, o medo de enroscar kkkkkkk
      Não é só a Tina que é engraçada kkkkkkkk
      Beijo

      Excluir
  7. Olá, bom dia...saudades de Samambaia!!!!
    Nervoso, assustado, sem saber o que fazer, foi assim meu primeiro beijo! Era amigo de escola, ele me levava em casa quase todo dia, primeira paixonite, não amor, paixonite mesmo, mas sofri quando acabou...sofri, sofri, hehehe!
    Beijos Ivani!!!
    CamomilaRosa

    ResponderExcluir
  8. Amei a história da Tina...hehehehe, que lindo, que fofo!
    O meu primeiro beijo em meu marido (eu já era velha vai, 25 anos), foi em uma escada do prédio dele, bem parecida com a história dela!!!
    Amei!!!

    ResponderExcluir
  9. Camomila, obrigada querida pelas vias vi das.
    Quanto ao primeiro amor, a gente sofre mesmo ne?
    Uma idade difícil, muita bobeira...
    Mas o seu primeiro beijo pra valer foi romântico, é parecido mesmo com o rda Tina kkkkkkk a hilária! Beijos

    ResponderExcluir
  10. Vou responder que nem o personagem de um antigo humorístico
    Não é graça não
    É tolerância zero
    Comigo não tinha meia conversa
    Mônica total rarararara
    Foi assim no nascer do amor de primeira e de sempre
    E é assim que sou até hj
    Lady Lampião
    Kkkkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  11. Ivani, não tenho boas lembranças de meu primeiro beijo (acho que bloqueei. hehehee...)
    Mas sua história é bacana. Mesmo sendo roubado, causou!
    Beijo para você também

    ResponderExcluir